sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Noite amiga

Ela chega lentamente num sossego assustador,
escura como breu fazes-me medo,
mas por favor, alivia o teu luto veste o teu velho vestido, aquele que eu tanto gosto
salpicado de brilhantes estrelas, e de efeitos cadentes, que de tão velho, vai deixando
cair, uma aqui outra ali, mas de uma beleza radiante ofuscada apenas pela chegada
de uma amiga não esperada, que sem maldade te anula, tem mais brilho no seu vestir
e na noite se destaca, por onde passa irradia luz que a todos seduz. Segue-nos silenciosa
e vaidosa na sua altivez e brancura, brinca ao esconde-esconde, quer companhia.
A luz que irradia amolece corações é madrinha de grandes paixões.
Esconde-se como que envergonhada.
De novo surge a noite, com o seu vestido de brilhantes estrelas salpicada, amiga
dedicada, cumplice nos meus lamentos , às vezes fica zangada e fustiga os meus
pensamentos, mas amiga verdadeira comigo fica acordada !!!


Sem comentários: