sexta-feira, 28 de agosto de 2009

O patinho feio





Quando eu era pequenina acabada de nascer, não fazia ideia do que me iria acontecer...
.
Brincalhona e irrequieta passava a vida a ouvir dizer, VEM PARA AQUI E ESTÁ QUIETA...
ISSO NÃO SE FAZ... NÃO MEXAS NISSO, és mesmo uma MARIA RAPAZ.
.
Até apelido me puseram
Esqueciam que tinha nome
Por fazer tanta asneira, era danada para a brincadeira
Chamavam-me o "CICLONE".
.
Não me lembro de carinhos
Muito menos o que era AMOR
Não tinha olhos azuis
Não era linda como uma flor.
.
Tenho a certeza absoluta, que o meu PAI gostava de mim
Foi PAI de duas flores, uma era linda, outra nem tanto assim
Mas tinha as duas no mesmo jardim.
.
São coisas que me vão na alma
Escrevo isto sem rancor
Já levei tantas na VIDA
Agora quero é PAZ E AMOR...
.
ps: Não sou uma ressabiada, tento levar a vida com alguma piada.

1 comentário:

graciete disse...

Amiga que histórinhas tão tristes que me fazes chorar já é noite e sei que comtigo vou sonhar.
Mas ás vezes também é bom e ver como há pessoas nesta vida que em vez de mãe tem sido uma vida madrasta.
Beijinhos de luz amiguinha