quarta-feira, 9 de setembro de 2009

TALVEZ O SOL VOLTE A BRILHAR







QUERIA FALAR-TE DE AMOR.
MAS NESTE MOMENTO NÃO TENHO TEMPO...
OCORRE-ME UMA IDEIA E DE REPENTE FICO PARADA...
SEM PENSAMENTO.
SINTO QUE ESTE AMOR ESMORECEU...
DESPEDI-ME DO CALOR QUE ME AQUECEU.
SENTO-ME A UM CANTO E PENSO...O QUE ME ACONTECEU!
DO AMOR E PAIXÃO QUE ME SEDUZIU...
DESLIGO O BOTÃO E FICO APENAS EU...
PODE SER PASSAGEIRO? OU O AMOR MORREU!!
INCÓGNITA...NÃO ENCONTRO RESPOSTA...
RECOLHO-ME NA MINHA CONCHA...
HIBERNO POR TEMPO INDEFINIDO...
DESTA FRIEZA MOMENTÂNEA, NÃO QUERO TIRAR PARTIDO...
DE SAUDADE NÃO QUERO FALAR...
DE DESGOSTO NEM PENSAR...
TALVEZ O SOL VOLTE NO SEU ESPLENDOR...
E SE EU DE REPENTE ACORDAR DO SONO QUE ME CONFUNDE...
COMECE A FALAR-TE DE AMOR !!!

F.Campos

16 comentários:

Sandra disse...

Amanhã venho para a festa da Curiosa. Não esqueça. É dia de blogagem Coletiva.
Vai ser muito bom.
Te espero.
Sandra

MARIINHA disse...

Olá Kotta.
Obrigada por seres minha seguidora e por hoje teres deixado o teu comentário.

Eu não estou com muito tempo, se leres os meus últimos post, falo nisso. Tenho que me dedicar mais ao estágio. Por isso não posso vir visitar os continhos como eu gostaria, mas sempre que puder virei até aqui, Beijokas

Olavo disse...

Um belo poema..parabens
Beijos

♥ ♥ Eu disse...

Lindo poema, sempre haverá um novo dia e um amor a viver.

bjos!

Bia Maia disse...

Se foi de VERDADE....o sol nascerá de novo...

E se não vier o sol...virá o segundo sol...

beijos em seu coração, minha linda!

Biazinha

PCR disse...

Bonito poema...

Tao depressa o amor surge como tambem surge algo para o distanciar...

O amor é sempre uma grande inspiração...
beijinhos

adenilson disse...

q lindo poema
vim pela primeira veze foi como se recebesse um premio
lindas palavras.
amor sempre traz ótimas idéias *-*
abraço
ótima quinta
e nao sou parlamentar mas voltei do recesso ..
o//
Feliz dia da labirintite
representado pela Sta. Vanusa límpida pela própria natureza.

Graça Pereira disse...

O sol nasce todos os dias,ás vezes,nós nem reparamos.Poema lindo a que já nos habituaste. Um bj Graça

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Parabéns Kotta! Claro que o sol amanhã vai brilhar; nem sempre ele brilha; às vezes o dia amanhece escuro e chuvoso, mas temos sempre que acreditar que amanhã será diferente e o sol aparecerá. Tem dias en que todos nos sentimos assin, mas, como os dias que não são sempre iguais, também o nosso estado de alma muda. Temos que lutar sempre por isso, mesmo quando lá fora estiver a chover tentar que na nossa alma brilhe a luz.Um beijinho amiga
Emília

lia disse...

Se no amor houver lugar para a saudade, é porque haverá lugar para a esperança.
D. Duarte dizia que a saudade é uma forma de tornar presente quem está ausente: "A saudade... é um sentido que vem da sensibilidade e não da razão"; " O sentimento chamado saudade caracteriza-se pela sua duplicidade contraditória: é uma dor da ausência e um comprazimento da presença pela memória".
É uma espécie de estar em dois tempos e em dois sítios; entre o amor ausente ou perdido e uma saudade de um futuro que há-de vir.
É por isso que eu acho tão lindo sentirmos saudade. É a prova de que existe alguém que nos é tão especial que se faz sentir mesmo que ausente. Acho que é dos sentimentos mais sublimes que podem existir. Chega mesmo a ser prova inegável de quão importante alguém é para nós.

Mariana disse...

Que belíssimoo poema.
Eu acredito que o sol pode até estar escondido, mas ele volta, e como volta, com o brilho mais intenso.
Desejo-te uma final d semana com mut luz.
bjs

Sonia Schmorantz disse...

Um final de semana como o brilho desse sol tão poeticamente cantado!
beijos

Sandra disse...

Fiquei te esperando...Senti sua falta!!!!

Mas tudo bem...

BOM DIA!
Vim retribuir a sua visita. Dizer o quanto a sua amizade é importante para mim.
Tem um lindo presente para vc. no blog da Curiosa.
Passe lá. Te espero.
Bom final de Semana.
Sandra

Canduxa disse...

Um lindo poema de amor...o sol sempre brilha mesmo quando está escondido. Não podemos esquecer isso!
Beijinhos de luz

(Carlos Soares) disse...

Lindo poema... e o sol vai brihar sim.Porque você merece.Beijos

Estela disse...

Lindo como a luz do sol.
Bjs.