sexta-feira, 30 de outubro de 2009

SILÊNCIOS


Silêncios !!!
Noite de silêncios e apagões...
Caminho por atalhos aos tropeções...
Sinto o peso do desânimo e percorro vielas estreitas ...
Ouço vozes em conversas vazias...
Olhares perdidos no meio de confusões !!!
No escuro vejo uma luz que me dá esperança
de um encontro inesperado...
Estendo os braços e procuro-te ...
Áh ! como é meu desejo dar-te um abraço apertado...
Encontro-te...
Andavas à deriva perdido e desorientado...
Dou-te a mão, jamais nos separaremos prometo...
O meu ombro será o teu porto de abrigo...
No meu peito eu te aconchego quando sentires medo...
Terme-ás sempre a teu lado.
AMIGO.

F.Campos

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

SONHAR É VOAR



VOAR PELO INFINITO...
SENTIR- ME TRANSPORTADA COMO UMA PENA...
O MEU DESTINO SERÁ O QUE O VENTO QUIZER...
VOU PARA ONDE ELE ME LEVAR...
VOAR...VOAR...
SONHAR QUE O VENTO ME LEVA PARA SÍTIOS
ONDE HÁ DUENDES E FIGURAS FANTÁSTICAS...
E A MAGIA DE UM MUNDO IRREAL.
SENTIR-ME APRISIONADA NOS SEUS BRAÇOS
VIAJAR PELO TEMPO INTEMPORAL...

E NUM SUAVE BAILADO, ESQUECER-ME DO MUNDO REAL.
SONHAR... VOAR...
SENTIR A BRISA SUAVE NA SUBIDA AO INFINITO...
BRINCAR COM O VENDAVAL DE EMOÇÕES...
NA CHEGADA AO MUNDO DAS ILUSÕES...
E QUANDO VOLTAR À REALIDADE, POUSAR SUAVEMENTE
E SENTIR OS PÉS BEM ASSENTES NO CHÃO !!!

F.CAMPOS

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

ATÉ QUE CHEGOU O DIA !!!



Não quero acreditar que me deixaste por covardia...
Acreditar nas tuas mentiras eu recusava, mas não era o que sentia...
Numa espera que tardava eu te queria e perdoava...
Quando rias eu sorria...
Com a tua boa disposição, eras uma boa companhia...
Se dormias eu ficava acordada...
Quando acordavas eu ainda dormia...
Tu gostavas da noite, eu gostava da luz do dia...
O meu choro era a tua alegria...
Quando eu chegava, a casa estava vazia...
Sentia-me só e sofria...
Procuravas companhias e eu quase morria...
Então eu pensava, isto tem que acabar algum dia...
Esse dia chegou, fizeste a mala e disseste que estavas de saída...
Senti uma dor enorme, mas no meu rosto nada transparecia...
Grata agradeço a DEUS todos os dias...
Porque desde que te foste, só tenho alegrias.

F.Campos

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

AI SE OS MEUS DEDOS FALASSEM

Não tenho direito de maçar os meus amigos/as, que fui conquistando através do meu blog.
Mas tenho obrigação de dar uma explicaçãozinha, para sossego da minha consciência.
Talvez seja pirosice mas tudo que escrevo é da minha autoria e com os poucos conhecimentos
que tenho sobre poemas, versos e afins, este é o meu jeito de escrever.
Pode até não ser muito fashion o meu blog, mas que é verdadeiro, ai isso é !!!
Desculpem mas resolvi abrir o meu coração (pensei duas vezes se não seria melhor ir
confessar-me mas é mais seguro assim.
Como têm oportunidade de ler, a minha vida não tem sido fácil mas, tudo tenho ultrapassado,
não posso contar tudo ao pormenor porque iria aborrecer-vos, mas de uma coisa tenho a certeza, desde que fiz o blog, funcionou como um banho de luar e sinto-me radiante interiormente
porque estou a arrumar as gavetas que estavam fora do sítio, era uma desarrumação tal nos meus pensamentos, que cada vez que escrevo os meus textos, sinto uma paz tão grande que me assusta.
Às vezes pergunto a mim mesma, será que Deus quer que eu arrume tudo, para a partida
ser mais suave? Apesar de não ser velha (sim porque velhos são os trapos) já cumpri as
tarefas que me foram impostas, porque a vida pede-me provas e mais provas, mas considero-me
um ser humano razoável. Como eu gostava de escrever um livro, mas tenho tendência para o choradinho mas isso só a mim me faz bem, não quero traumatizar ninguém.
É verdade que a criança que existe dentro de mim, não apaga os momentos que ficaram registados no meu pensamento, mas tenho uma boa parte de boa disposição (leia-se sou divertida) às vezes não deixo transparecer a dor que me atormenta a alma, porque por muito
esforço que faça não esqueço a infidelidade, o egoísmo a prepotência e a falsidade que me marcaram como um ferrete.
Tenho uma força que me prende à vida, às vezes com mais ou menos desânimo, mas sempre com rectidão.
Por hoje chega o banho de luar foi mais longo, a todos que me lêm,continuem a ser meus amigos/as porque são vocês que me dão ânimo.
Vou continuar até que os dedos me doam. Beijinhos para todos chuac chuac chuac chuac.

Qualquer dia vou escrever mais para vos castigar. Vivam a vida o melhor possível.


F.Campos


quinta-feira, 8 de outubro de 2009

EU ERA CRIANÇA


Que eu era criança ...
Ninguém se lembrava ...
No quarto ao lado...
Minha avó chamava.
Senti o frio que a atormentava...
Assim ela partiu sem dizer nada...
Que eu era criança, ninguém se apercebia...
Corre, vai pedir ajuda...
Eu enregelada corria corria...
Tarde demais... ela morria !!!
De nada valeu a correria...
Os pés descalços nada sentiam...
O gelo era tanto que me arrefecia.
Manhã de Janeiro muito fria...
Criança ainda eu chorava...
Ela partiu sem dizer nada...
Mas por muito tempo eu ouvia...
A sua voz que me chamava.
De negro me vestiram...
De negro me calçaram...
Que eu era criança eles não se lembraram.
E para sempre ficou gravado no meu pensamento...
A tristeza desse dia... de tanto sofrimento.
F.Campos

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

PARABÉNS LUIS FILIPE



Luis Filipe é o teu nome...

Pareces um menino de ouro...

Aconcheguei-te nos meus braços...

Como se fosses um tesouro.

Dei-te beijos e abraços...

Nasceste pequerruchinho...

Quando vieste ao mundo...

Eras muito levezinho.

Hoje és um rapagão...

Já és de maior idade...

Mostra do que és capaz...

A esta mãe do coração.

A mãe que te pôs no mundo...

Abriu os braços e voaste...

A madrinha que te criou...

Foi a mãe que encontraste.

Olhos verdes cabelos louros...

Asneiras, não fazias poucas...

Hoje fazes 18 anos...

Contigo as moças ficam loucas.

PARABÉNS AO LUIS FILIPE QUE HOJE FESTEJA DEZOITO ANOS.

F.Campos


sexta-feira, 2 de outubro de 2009

ENCONTREI-TE


VI-TE POR ACASO NAQUELA TARDE ...
E ESTE CORAÇÃO MALVADO...
QUE EU JULGAVA ADORMECIDO...
SALTOU COMO ESPICAÇADO...
E NUM SEGUNDO...REVIVI TODO O MEU PASSADO.
ÁH PASSADO !!!
VOLTASTE EM FORÇA MALVADO...
VIESTE MEXER NO QUE ESTAVA SOSSEGADO...
E AGORA ?
COMO VOU CONTER AS LÁGRIMAS...
QUE TENHO GUARDADAS AINDA...
COMO VOU SONHAR QUE ESTÁS A MEU LADO...
SE ESTE CORAÇÃO BATEU COMO NO PASSADO...
MALVADO, VIESTE DESENTERRAR O QUE ESTAVA ENTERRADO...
NÓS ÉRAMOS UMA LINHA CONTÍNUA...
QUE FOI CORTADA AO MEIO PELO TRACEJADO...
UM SEGUIU EM FRENTE, OUTRO FICOU ABANDONADO...
ENCONTREI-TE...
MAS PARA QUÊ ?
SE AMBOS TEMOS AMORES DESENCONTRADOS !!!!

F.Campos