terça-feira, 30 de abril de 2013

RAMALHETE




ROSAS VERMELHAS
AMORES PERFEITOS
MAL-ME-QUERES
ANTÚRIOS
LÍRIOS
HORTÊNSIA
ERVILHAS
TULIPA 
ESTRELÍCIAS

                         Ofereço este ramalhete
                         Em qualquer ocasião
                         Sabe bem oferecê-lo
                         A quem está no meu coração

                         Dá- me alegria recebê- lo
                         De quem me ama e estima
                         Sinto- me feliz por retribuir
                         Singela oferta a quem me acarinha.

F.Campos
                         

terça-feira, 23 de abril de 2013

CONVERSA COM DEUS


Diz- me meu DEUS se para alcançar o CÉU, ainda tenho muito que sofrer.
Diz meu DEUS se não chega todo o meu viver.
Pelo que vivi se mereço um  pouco de paz, dada pelos que tanto amo
Nesta hora de provação.
Tudo o que me é dado tiram-me com outra mão.
Meu DEUS se te ofendi com as minhas acções é hora de me dizeres
para me redimir e ganhar o teu perdão.
Neste grito que me sai da alma.
Dá- me o teu sinal.
Não me abandones.
Preciso desse sinal que me acalma.

F.Campos

quarta-feira, 17 de abril de 2013

DESILUSÕES

Rolam pelo meu rosto, lágrimas quentes e salgadas.
Caem dos meus olhos cansados como uma cascata de agua
escorrendo pela encosta.
Sinto que estou a  fraquejar  e mentalmente temo não conseguir
esconder o que me vai na alma.
Preciso gritar bem alto, porque sou humana.
Até os animais tem direito a se manifestarem na sua linguagem.
Não escrevo para deixar escrito, esta- me na alma e não vou falar com as paredes.
Recuso-me a perder as minhas vontades, nada nem ninguém tem o direito de me silenciar.
Preciso de alguem que me ouça, que me afague, que me respeite, que me admire não
pela beleza que não há, mas pelo ser humano que julgo ser
que me apontem os defeitos (não só os defeitos) mas algumas qualidades.
Tenho medo da vontade cada vez mais forte de desistir.

F.Campos

domingo, 14 de abril de 2013

TARDE SOLARENGA

Tarde solarenga
Imagino ver o teu corpo  ser bafejado
Pelos raios quentes na praia, de uma tarde amena.
Raios que pousam e irradiam a sua cor dourada    
Tudo ganha outro brilho, numa tarde bem passada. 
Imagem de sonho na areia estendido
A descansar e recuperar o tempo perdido.
Como que abandonado
Continuas deitado na areia quente.
Aquecida pelo sol ardente.
O sol vai desaparecendo.
O tempo esfria.
Levantas- te, regressas ao teu mundo.
Se amanhã estiver sol, já tens encontro marcado.
Sossegadamente, deitas- te na areia
Ofereces ao sol o teu corpo dourado.

F.Campos

quarta-feira, 10 de abril de 2013

VESTIDA DE AZUL













Vi- te ao longe a saltitar
Com aquele vestido azul
Corrias, tinhas alegria no olhar
O teu vestido  esvoaçava
Tinha a cor do firmamento
Reflectida no mar...
Cantarolavas,  a canção da meninice
De mão dada eu trauteava
Tu sorrias animada
Contente eu te abraçava
Pela felicidade  no teu rosto espelhada...
Cresceste... do vestido azul 
Nenhuma lembrança havia
Para darmos as mãos o tempo fugia
Esqueceste a canção que em criança cantavas
Fizeste-te  mulher, da meninice nada resta
No teu olhar agora há saudade
Pena pela perda de alegria no olhar
Pena  pela perda da felicidade.

F.Campos

sábado, 6 de abril de 2013

ESTOU DESILUDIDA

Vida... Estou a ficar desiludida.
Perdida neste turbilhão que me envolve.
Sinto que cada vez são mais as hipóteses de não ter uma saída.
Mas vida...
Que te fiz para seres comigo tão fingida...
Fazias- te minha amiga, não te pedi nunca,  mais do que me podias dar.
Quando algo corria mal eu arranjava uma saída e a batalha era vencida.
Afinal de nada valeu...
Agora estou a não acreditar.
Vim ao Mundo, mas não pedi para nele entrar.
Vida ainda estás a tempo de me ajudar. 
Tira os escolhos do meu caminho e se eu vencer prometo...
Que te perdoo e serás a minha melhor amiga pelo tempo que me restar !!!!! 


 F.Campos

quinta-feira, 4 de abril de 2013

NOS TEUS BRAÇOS

Nos teus braços me aconchego...Sem medo
Sinto conforto que me dá gosto...
Calor que me transmite amor...
Assim eu te sinto sem pudor.
Flor cheirosa,  aguarela de cores variadas... 
És a água fresca, o luar de madrugada...
Abraça- me contra o teu peito...Estou no meu direito...
Dizes que me queres.
Fico emocionada...
Palavras belas são as que dizes...
Eu as guardo a sete chaves...
Abraça-me fortemente...Sinto-me carente.
Solta as palavras não as guardes...
Gosto de te ouvir...
Quando me sussurras    ao ouvido...
Amor não me deixes...
Vive por mim...
Sem ti fico perdido.


F.Campos

segunda-feira, 1 de abril de 2013

PRECISO DESSE EMPURRÃO


Senhor dai-me forças!!!
Forças para puxar para bom porto...
Este barco cheio de emoções.
Vontade de vencer este momento que...
Atrapalha o navegar suave do meu coração...
Tenho medo de não merecer o empurrão...
Que te peço Senhor!!!
A tristeza de perder tanta coisa que...
Ainda tenho para arrumar na minha vida.
Tantos projectos que tenho para realizar e que tanta alegria  me dava...
Os poder mostrar..
A minha luta não acaba aqui!!! 
Tantos anos que dediquei aos outros e agora quero e preciso de viver...
Um pouco para mim.
Não me tires este direito Senhor.
Exijo mesmo esse empurrão para assim sair vitoriosa desta prova...
Que me colocaste!!!!!!!!!!

F.Campos