segunda-feira, 13 de maio de 2013

ENCONTROS MARCADOS

Lua que no teu aspecto
Gelado e frio
Tens encontro marcado com o mar
Salgado e bravio.
O teu luar que o encanta
Baloiçando ele te afaga
Suavemente com carinho
Com receio ruge baixinho,
E tu lua redonda
Não penses ser a única
A reflectir a tua imagem
No embalo da sua onda.
Nos seus braços mergulha
Um mais quente e afogueado
Que se enrola devagarinho
Nos braços do seu amado.
O MAR então se remexeu
Baloiça, salta e feneceu
De tanto amar o SOL que nele penetrou
E nos seus braços adormeceu...

F.Campos

8 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Kotta
Não existe encontro mais lindo que entre a lua e o mar, esse encontro inspira os poetas e os apaixonado.
Bjux

MARIA JOSE Rezende disse...

Oi amiga. Lindo poema, linda imagem. Pois é, Kotta. Ainda bem que tem um anjo cuidando de você. A vida nos prega muita peça, as estradas são tortuosas e nem sempre sabemos onde vamos parar. Por outro lado, a vida nos compensa com pessoas especiais, que nos dão carinho e conforto. Tenha fé. Continue sua jornada com esperança. Beijos.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E a natureza na sua imensa sabedoria tem tudo programado, não entendendo o homem que nada deve fazer para alterar o que só ela sabe fazer. E para nos lembrar o respeito que temos de ter com estes perfeitos ciclos da natureza fazes tu um belo poema. Parabéns, Kotta! Gostei muito. Espero que estejas bem e aqui te deixo o meu beijinho carinhoso.
Emília

Estela disse...

Era uma lua no céu e outra lua no mar...
Bjs.

Rafeiro Perfumado disse...

Espero que a lua nunca se encontre com o mar, era coisa para lixar o planeta todo...

Anónimo disse...

Muito bom demais.

Anónimo disse...

Muito bom demais.

Anónimo disse...

Muito bom demais.